Notícias Policial

09/12/19 - 00h07 - atualizada em 09/12/19 às 16h45

Motorista é detido por embriaguez após colidir em muro de residência

Condutor se recusou a realizar o teste do bafômetro. Mesmo assim, policiais fizeram o termo de constatação de embriaguez em virtude das condições do motorista

Da Redação

Um homem foi detido por embriaguez ao volante em Imbituva. O motorista colidiu o seu veículo Saveiro no muro de uma residência. O acidente ocorreu no Jardim Horizonte no sábado, 7. 

A Polícia Militar foi acionada pelo proprietário da casa. No local, os policiais constataram que o condutor estava visivelmente embriagado com a fala lenta, odor etílico, olhos avermelhados, sonolência e desequilíbrio. O motorista confessou que havia consumido cerveja. Os policiais tiveram que imobilizá-lo, pois ele tentou fugir. O carro apresentava débitos. Por isso, foi guinchado por uma empresa particular. Ao ser encaminhado para a sede do 3º Pelotão, o condutor se recusou a realizar o teste do bafômetro. Sendo assim, foi elaborado o termo de constatação. Depois disso, ele foi encaminhado até o hospital de Imbituva e na sequência para a Delegacia de Irati.  

Ainda em Imbituva, uma mulher relatou que seu marido chegou na residência embriagado e acabou lhe agredindo. De acordo com a polícia, a vítima não apresentava marcas das agressões. A moradora disse que não tinha interesse de representar criminalmente contra o marido. Policiais realizaram patrulhamentos nas proximidades da residência, mas não conseguiram encontrar o esposo da vítima.  

Em outra situação, policiais receberam a informação que um homem embriagado estaria jogando pedras nas residências e tentando pular o muro de algumas casas. Entretanto, esse fato não foi constatado pela equipe, que realizou patrulhamentos e conversou com alguns moradores, mas ninguém viu o autor dos atos.  

CLIQUE AQUI E RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS PELO WHATSAPP

PUBLICIDADE

Na Vila Nova, uma mulher discutiu com o marido. No entanto, ela negou que tivesse ocorrido agressão física. A moradora não manifestou interesse de representar à ocorrência.  

Na Vila Rubinho, um homem entrou na casa da ex-mulher e descumpriu uma medida protetiva de afastamento do lar. A proprietária do imóvel solicitou que o ex-marido se retirasse, mas ele se negou. Antes da chegada da PM, o homem fugiu e foi para a residência do seu irmão. Os policiais encontraram o suspeito no local indicado. Ao ser questionado se tinha conhecimento da medida protetiva, o homem respondeu que sabia do fato. Por isso, ele foi conduzido até a Delegacia de Irati.  

Na Vila Brasília, uma mulher relatou que seu irmão foi até sua casa, que fica no mesmo terreno, e passou a ameaçá-la. A moradora disse que seu irmão estava com um cabo de vassoura e se confundiu achando que fosse uma arma. Os policiais foram até a residência, mas o autor da ameaça já havia deixado o local. A mulher foi orientada para procurar a Delegacia e o Fórum da cidade, pois não quer que seu irmão continue residindo no local.  

Em outra ocorrência, uma mulher foi ameaçada pelo marido com uma faca. Policiais realizaram patrulhamentos nas imediações, mas não localizaram o suspeito.  

Já um homem acionou os policiais depois que seu vizinho estava ameaçando a esposa. Conforme o denunciante, o homem já tinha agredido a mulher outras vezes. A equipe efetuou buscas, mas não obteve sucesso na tentativa de localizá-lo.  

No bairro Arenito, policiais constataram uma situação de perturbação de sossego. O proprietário da casa se comprometeu de desligar o som do imóvel.  


Comentários

AO VIVO
AM
13:30 às 15:00 Espaço publicitário -