Notícias Irati e Região

21/05/19 - 06h19 - atualizada em 21/05/19 às 06h25

Vacinação contra a gripe em Irati atinge a 76,51% de seu público-alvo

Em toda a 4ª Regional de Saúde de Irati, a cobertura vacinal é de 84,5%. Campanha se encerra na próxima sexta (31)

Da redação, com reportagem de Paulo Henrique Sava e informações do SIPNI 

Denise Homiak, enfermeira-chefe do setor de Vigilância Epidemiológica da Secretaria de Saúde de Irati

Em Irati, cerca de uma em cada quatro pessoas que fazem parte do público-alvo da campanha de vacinação contra a gripe ainda não recebeu a dose. Conforme a enfermeira Denise Homiak, chefe do Setor de Vigilância Epidemiológica da Secretaria Municipal de Irati, a cobertura vacinal no município, até o início da manhã desta segunda (20), era de 75,56%. Dados atualizados na noite desta segunda (20), junto ao Sistema de Informações do Programa Nacional de Imunizações (SIPNI), do Ministério da Saúde (MS), indicam que essa cobertura subiu para 76,51%. A campanha se encerra em 10 dias, na próxima sexta (31).

Até agora, foram aplicadas 12.065 doses, num universo que abrange 15.770 pessoas, que formam o público-alvo da campanha: crianças até cinco anos; gestantes; puérperas; trabalhadores da saúde; professores; agentes de segurança (policiais, bombeiros e membros ativos das Forças Armadas); portadores de comorbidades; população privada de liberdade; funcionários do sistema prisional; indígenas e idosos. Portanto, ainda falta aplicar 3.705 doses aos grupos prioritários. “É ainda um público bastante grande. Falta bastante gente para tomar a vacina”, ressalta Denise.

Entre as crianças, a cobertura atingiu, até agora, 71,71%. Das 4.326 crianças iratienses de até cinco ano, 3.102 receberam a dose. Falta vacinar 1.224 crianças. O objetivo é vacinar, no mínimo, 90%. Crianças a partir de seis meses e menores de seis anos (até cinco anos, 11 meses e 29 dias) devem tomar a vacina. Cabe ressaltar que a lei estadual 19.534/2018 exige que os pais comprovem que a vacinação dos filhos está em dia para poderem matriculá-los nas escolas. “Essas 1,2 mil crianças terão dificuldade em efetivar suas matrículas e, na época das matrículas, não teremos vacinas para oferecer, pois a vacina só é ofertada no período de campanha”, explica.

Continua depois da publicidade

PUBLICIDADE

“O grupo das gestantes é outro que nos preocupa. Pois estamos apenas com 62% de cobertura. Temos que pensar que a gestante não está tomando [a vacina] só por ela, para se prevenir. Ela está tomando também para proteger o seu bebê, quando ele vier a nascer, pois ele só vai poder receber a vacina quando já tiver completado seis meses de vida. Nos primeiros seis meses, quem vai proteger essa criança [contra a gripe] é a mãe, por isso, ela precisa estar imunizada”, destaca. Os dados atualizados no SIPNI indicam que esse percentual subiu para 63,13%. Entretanto, ainda longe do objetivo de vacinar ao menos 90% do público-alvo. De 640 gestantes, apenas 404 foram imunizadas, ou seja, 236 ainda não tomaram a vacina.

Já foram vacinadas 86 puérperas – de um universo de 105. Esse público abrange mulheres até 45 dias após o parto. Até agora, a cobertura vacinal atingiu 81,9%. “É preciso ressaltar que o ano passado foi o único em que conseguimos atingir 90%. Coincidentemente ou não, no ano passado, não tivemos nenhum caso confirmado de pessoas internadas, na nossa região, com os vírus que compõem a vacina. Neste ano, que a cobertura está baixa já começamos a confirmar casos dos vírus que compõem a vacina e que já estão circulando entre a população”, adverte. A vacina deste ano protege contra três diferentes subtipos da Influenza (A H1N1; A H3N2 e influenza B).

“Houve casos de pessoas internadas na Santa Casa com os vírus que compõem a vacina. Não podemos dar brecha para o vírus entrar. Precisamos vacinar. Precisamos que todas essas pessoas elencadas para tomar a vacina, que são as que mais têm risco de adoecer, parar no hospital, se internar e, até, com chances de ir a óbito. Precisamos garantir que essas pessoas sejam imunizadas, para garantir a saúde do restante da população. Vacinando esse grupo, alcançamos vacinação de rebanho, e conseguimos que ele não entre no nosso município”, salienta. Existem vários casos suspeitos em análise e, até o momento, um caso confirmado de H1N1 em Irati, conforme Denise.

Continua depois da publicidade

PUBLICIDADE

O único grupo prioritário que atingiu 100% de imunização é o de trabalhadores da saúde. Na verdade, o número de doses aplicadas superou a estimativa. Foram aplicadas 1.056 doses, considerando-se uma população de 976 pessoas (108,2%).

Dos idosos, a cobertura vacinal é de 76,84%. Foram aplicadas 5.062 vacinas, mas ainda falta imunizar 1.526 pessoas com mais de 60 anos. Entre os professores – do ensino básico ao superior, a porcentagem cai para 70,06%. Até agora, foram vacinados 496 dos 708 professores. Falta vacinar 212. “É um grupo que preocupa, pois os professores ficam fechados com os alunos em salas de aula”, diz.

O índice de cobertura vacinal é similar ao do grupo dos portadores de comorbidades, que já vacinou 70,75% - ou 1.717 das 2.427 pessoas inseridas nessa parcela da população; falta vacinar 710. Inserem-se nesse grupo as pessoas que estão acamadas; diabéticos; hipertensos que tenham outra comorbidade – os que já passaram, por exemplo, por cateterismo, angioplastia; problemas neurológicos; renites; asmas – casos graves e moderados.

Além destes grupos prioritários, neste ano foram aplicadas 66 vacinas a pessoas encarceradas; nove a funcionários do sistema prisional e 67 a policiais civis, militares, bombeiros e membros ativos das Forças Armadas.

Continua depois da publicidade

PUBLICIDADE

Vacinação

De acordo com Denise, a população cobrava que houvesse flexibilidade nos horários para a vacinação. Neste ano, além do horário regular de funcionamento das Unidades de Saúde nos dias de semana, das 7h30 às 11h30 e das 12h30 às 16h30, está ocorrendo vacinação aos sábados, em pontos estratégicos. Neste sábado (25), uma equipe estará aplicando doses da vacina no Supermercado Cavalin Bora, na Rua 19 de Dezembro, das 8h às 18h e outra equipe atenderá no Supermercado Ivasko da Rua Dona Noca, das 9h à 18h.

Uma sala de vacinação extra foi aberta na Rua Zeferino Bittencourt, 1297, próximo ao PA Ildefonso Zanetti, que está em reformas. Essa sala funciona das 8h às 12h e das 13h às 17h.

Tratamento

O medicamento para tratar o H1N1 está disponível, gratuitamente, na Rede SUS, na Farmácia Municipal e nas Unidades de Saúde. Basta que o paciente se encaixe na definição de caso. Ou seja, ele precisa passar por consulta médica e ser examinado. Se for diagnosticado como caso suspeito de H1N1, o paciente receberá a medicação (Tamiflu).

Quer receber notícias pelo WhatsApp? Envie SIM notícias http://bit.ly/CliqueAquiWhatsSuperNajua 

Por e-mail: http://bit.ly/2BiE4tC 

Continua depois da publicidade

PUBLICIDADE

Região

Na 4ª Regional de Saúde (RS), a taxa de cobertura vacinal até a noite desta segunda (20) é de 84,5%, no total. Irati, a cidade com maior população, é a de menor cobertura, por enquanto: 76,51%. Fernandes Pinheiro e Guamiranga ultrapassaram os 100% de cobertura vacinal – isso decorre da vacinação de pessoas oriundas de outras localidades. Em Fernandes Pinheiro, foram aplicadas 1.661 doses quando a expectativa era de vacinar 1.556 pessoas (106,75%). Em Guamiranga, a expectativa era de vacinar 2.161 pessoas e foram distribuídas 2.226 doses (103,71%).

Imbituva já vacinou 90,65% do público-alvo: foram aplicadas 6.645 vacinas de uma estimativa de imunizar 7.330 pessoas. Em Inácio Martins, a taxa é de 83,65% (2.803 pessoas vacinadas, de um público-alvo de 3.351).

Mallet imunizou 82,68% do público-alvo da campanha: 2.816 pessoas entre 3.406, que correspondem à estimativa. Em Rebouças, a taxa de imunização é de 87,89% - 3.455 doses aplicadas, com estimativa de vacinar 3.931 pessoas ao todo. Em Rio Azul, a cobertura vacinal é de 87,29% - 3.194 pessoas já receberam a dose; o público-alvo é de 3.659. Em Teixeira Soares, foram vacinadas 2.329 pessoas, ou 81,63% do público-alvo composto de 2.853 pessoas.

Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe termina no dia 31 de maio

Comentários

AO VIVO
AM
00:00 às 05:00 Rede Milícia da Imaculada Rede Milícia Sat
FM
00:00 às 04:00 Najuá na Balada Programação Najuá