Notícias Irati e Região

11/02/19 - 15h07 - atualizada em 11/02/19 às 15h25

Rompimento de encanamento danifica 80% da biblioteca do Colégio Xavier

Livros didáticos que seriam utilizados no ano letivo de 2019 foram completamente perdidos

Paulo Henrique Sava, com fotos de Maria Amélia Inglês


O rompimento de um encanamento causou um enorme prejuízo para a biblioteca do Colégio Estadual Antônio Xavier da Silveira, em Irati, há cerca de 12 dias. O suporte que segurava a caixa-d’água do imóvel acabou quebrando. Isto fez com que a caixa tombasse, derramando toda a água que estava armazenada. Com o tombamento da caixa, o encanamento do imóvel foi quebrado, fazendo com que ocorresse vazamento durante toda a noite.

A água acabou passando pela laje da construção, danificando o material que estava na biblioteca. Segundo a diretora Maria Amélia Inglês, cerca de 80% do acervo de livros didáticos que seriam utilizados no ano letivo de 2019 foi completamente perdido. Funcionários do colégio que chegavam para trabalhar registraram todo o acontecimento. Nas imagens, é possível perceber que a água saía pela porta da biblioteca. No interior, uma camada de cerca de 5cm de água havia se formado. Confira no fim desta matéria o vídeo feito por funcionários no dia seguinte ao incidente.

Conforme a diretora, 2280 livros didáticos e outros mil volumes de literatura foram danificados. O material foi doado para a SEPAC de Mallet, que o reciclou e produziu papel higiênico para a escola.

PUBLICIDADE

A partir do momento da constatação do problema, funcionários imediatamente iniciaram os trabalhos para ajudar a localizar o rompimento e providenciar o conserto da rede hidráulica. “Fomos reconstruir o tablado onde fica a caixa em um nível mais elevado. A princípio, fizemos de madeira mesmo, pois não temos verba e estamos utilizando recursos da APMF para comprar madeira e pagar a pessoa para fazer. Fora isto, foi trocada a tubulação que quebrou para podermos deixar a escola com água nos outros ambientes”, comentou.

A diretora diz que o conserto da estrutura hidráulica do colégio está sendo feito com recursos arrecadados pela APMF da instituição, através de contribuição espontânea dos pais dos alunos. Ela ressalta que mais doações em dinheiro devem chegar no início do ano letivo, a partir da próxima quinta-feira, 14.

“Eles contribuem financeiramente com o quanto podem para ajudar a nossa APMF. É uma contribuição prevista em lei e que ajuda a escola. A verba é predefinida, e às vezes os sinistros não estão previstos nestas verbas. Vender produtos dentro da escola não pode, mas a contribuição voluntária pode. Eu digo sempre que o brasileiro tem coração bom e o iratiense é de um coração maravilhoso. Este é só mais um dos problemas que temos para resolver um a um, e contanto sempre com a colaboração, vamos conseguir”, pontuou.

PUBLICIDADE

Depois disso, foi feita uma estatística do prejuízo dos livros retirados da biblioteca, que já está sendo recomposta. Ela destaca que 80% dos livros didáticos foram perdidos. A maioria dos livros de Ensino Fundamental veio do Governo Federal; os do Ensino Médio são devolvidos pelos alunos no final de cada ano para que possam ser utilizados no período seguinte.

“Eram alguns livros novos e outros usados que serviriam para este ano. Fizemos a estatística, tomamos a decisão, comunicamos ao FNDE (Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação), chamamos a chefia do NRE (Núcleo Regional de Educação), que em Curitiba havia sido muito solícita conosco, e no dia 31 já estávamos de volta à escola para fazer tudo o que precisava”, destacou. Para a diretora, o prejuízo cultural foi maior que o material.  

Uma escola sem biblioteca é uma escola sem alma

Maria Amélia Inglês
Diretora do Colégio Estadual Antônio Xavier da Silveira

De acordo com Maria Amélia, a biblioteca do Antônio Xavier é a maior dentre os colégios de Irati, contando com um acervo de 14 mil livros. “Para nós, todo livro perdido é um prejuízo muito grande. Foi um acidente, coisas que fogem da alçada, pois não conseguimos ter toda a logística de uma escola deste tamanho e com mais de 40 anos”, relatou.

PUBLICIDADE

Os livros de literatura serão repostos através de doações. A concessionária Caminhos do Paraná irá doar cerca de 200 títulos, que devem ser entregues por uma editora nos próximos dias. No entanto, Maria Amélia afirma que todas as doações de livros estão sendo aceitas pelo Colégio.

“Se cada aluno trouxer um livro de presente para a biblioteca escolar, já estaremos recompondo nosso acervo para que todo mundo possa utilizar a leitura. Não tem como ficar em uma escola e não incentivar a leitura, pois temos que trabalhar neste sentido, e não vai ficar pesado para ninguém. Vamos buscar verbas, vamos atrás e a biblioteca estará em ordem”, frisou.

Quem tiver livros para fazer doação para o Colégio, pode entregar diretamente na Rua Nossa Senhora de Fátima, 815, ou entrar em contato pelo telefone 3423-2398. A partir do próximo dia 14, o Colégio estará funcionando normalmente nos turnos da manhã, tarde e noite. “A qualquer momento, você pode chegar, entregar na secretaria ou na própria biblioteca, pode conversar que iremos buscar se for mais de um. Todo dia tem alguém vindo doar algum livro aqui. Depois disto, faremos um acervo da biblioteca, é feito um registro que ficará para que os alunos possam utilizar”, finalizou.

Quer receber notícias locais? Envie whats para 42 991135618 SIM NOTICIAS ou cadastre seu e-mail na newsletter pelo site da Najuá   


Comentários

AO VIVO
AM
20:00 às 23:59 Conexão com a Rádio Banda B de Curitiba Jornalismo e Esporte da Banda B
FM
23:00 às 23:59 Najuá Night Club Programação Najuá