Notícias Irati e Região

08/08/19 - 20h20 - atualizada em 10/08/19 às 16h32

Professores da Unicentro suspendem greve

Aulas serão retomadas na segunda-feira, 12. Sindicato dos Docentes irá solicitar revisão do Calendário Universitário à reitoria

Da Redação, com informações da ADUNICENTRO e AEN

Professores e servidores da Unicentro se reuniram nesta quinta-feira, 8, para discutir continuidade da paralisação

Servidores e professores da Universidade Estadual do Centro-Oeste do Paraná (Unicentro) decidiram suspender a greve deflagrada no final de junho. A decisão foi tomada em assembleia nesta quinta-feira, 08, nos campi de Guarapuava e Irati.

A categoria reivindicava 17% de reposição salarial relativa às perdas inflacionárias dos últimos três anos, a nomeação de professores aprovados em concurso público, a contratação de profissionais, a retirada de pauta do Projeto de Lei nº 04/19 (que estabelece um plano de metas e otimização dos gastos do Governo do Paraná) e o arquivamento da Lei Geral das Universidades.

No dia 12 de julho, o governador Ratinho Júnior apresentou uma proposta de reposição salarial de 5,09% de forma parcelada, sendo 2% em janeiro de 2020 e 1,5% em janeiro de 2021 e 2022. A proposta foi aceita pela maioria dos servidores. No entanto, naquele momento, os professores decidiram manter a greve por não aceitar o percentual oferecido.

CLIQUE AQUI E RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS PELO WHATSAPP

PUBLICIDADE

Representantes das universidades se reuniram com membros do Governo do Estado na terça-feira, 06. Na oportunidade, todas as pautas da categoria foram discutidas. Entre elas, o governo propôs o arquivamento do PL 04/2019. A Secretaria de Fazenda também homologou a nomeação de 226 profissionais aprovados em concurso público e que aguardavam contratação. No entanto, a minuta sobre a realização de concurso público está sujeita à nova Lei Geral das Universidades, que segundo o superintendente de Ciência e Tecnologia Aldo Nelson Bona, será debatida até o dia 30 de agosto.

A professora Michele Fernandes Lima, representante do Sindicato dos Docentes da Unicentro (Adunicentro) em Irati, considera que a retirada de pauta do Projeto de Lei nº 04 foi uma vitória da categoria. “Isto é resultado da luta de todos os servidores públicos do estado do Paraná, que fizeram greve desde o dia 25 de junho. Isto é conquista do movimento grevista dos servidores do estado do Paraná”, opinou.

“Tivemos vitórias neste processo, fomos ouvidos, conseguimos junto à Frente Parlamentar em Defesa das Universidades Públicas na ALEP [Assembleia Legislativa do Paraná] a proposta de discussão em defesa das universidades e contra a LGU [Lei Geral das Universidades]. Continuamos com atividades já agendadas porque a luta continua. A greve está suspensa, mas os ataques às universidades permanecem”, completou Michele. Ela diz ainda que os professores permanecem atentos às discussões em torno das demandas das instituições.

PUBLICIDADE

No dia 02 de agosto, professores e servidores elaboraram um relatório no qual apontam rejeição à Lei Geral das Universidades, a qual, segundo Michele, “fere a autonomia das universidades em diversos aspectos”.

A Adunicentro irá elaborar um ofício para a Reitoria solicitando um plano de reposição de aulas. A reitoria da Unicentro foi procurada para se manifestar, mas até agora não houve resposta.


Comentários

AO VIVO
AM
20:00 às 22:59 Notícias e Músicas -
FM
20:00 às 22:00 Fonte de Vida Evangelista Daniel Serpe