Notícias Irati e Região

11/09/19 - 19h18 - atualizada em 12/09/19 às 11h47

PM e Receita Estadual fiscalizam veículos em Irati e São Mateus do Sul

Situação de adimplência ou não quanto ao IPVA era o alvo da operação desencadeada

Da Redação, com reportagem de Amilton Ferreira e informações da Difusora do Xisto 

Em Irati, veículos foram abordados na rua Antonio Cavalim

Uma operação de fiscalização, desencadeada em conjunto pela Polícia Militar e pela Receita Estadual, abordou veículos automotores na rua Antonio Cavalim, em Irati, na manhã desta quarta-feira (11). O mesmo tipo de ação ocorreu no cruzamento entre as ruas Barão do Rio Branco e 21 de Setembro, no centro de São Mateus do Sul, na manhã de terça (10).

A operação realizada em todo o Paraná tem a finalidade de verificar a situação de adimplência ou não dos automóveis quanto ao Imposto Sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA). “Temos realizado operações de rotina, para a fiscalização do IPVA, que fazia algum tempo que não vinham sendo feitas. A inadimplência está muito alta. Cerca de 20% dos veículos estão irregulares”, frisa o auditor da Receita Estadual, Helder Marques Yano. 

A falta de pagamento do imposto ocasiona prejuízos não somente ao Estado, como para o próprio município, que recebe 50% da arrecadação do IPVA. “Metade do IPVA retorna para o município para prestar serviços, o que, sem dinheiro, é impossível”, ressalta o auditor.

PUBLICIDADE

CLIQUE AQUI E RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS PELO WHATSAPP

Na segunda-feira (9), a operação foi realizada em União da Vitória. Em paralelo, a operação verifica o transporte de cargas sem documento fiscal.

Dos primeiros 400 veículos fiscalizados em São Mateus do Sul, 46 apresentavam pendências quanto ao IPVA, um débito somado de aproximadamente R$ 42 mil. “Não é justo que alguns paguem e outros, não. Nosso objetivo hoje é mais educativo. Mas, sempre alertando, que o artigo 131 do CTB (Código de Trânsito Brasileiro) diz que o licenciamento só ocorre quando você paga o IPVA, a taxa de licenciamento e eventuais multas. Sem isso, o veículo não está licenciado e pode ser apreendido”, adverte Yano. Como a finalidade era meramente educativa, nenhum veículo foi apreendido durante a operação. Quem está com o IPVA de 2019 atrasado foi somente notificado, para evitar transtornos futuros, como a apreensão em si, e a multa por infração gravíssima (R$ 293,47) e a adição de sete pontos na CNH.

“Quem tem mais de dois ou três anos [em atraso], como é o caso de alguns veículos que estamos verificando em São Mateus, eles estão sendo parados, intimados e convocados a efetuar o pagamento. Feito o pagamento, o veículo é liberado. Tem um veículo que vai ser retido, porque já tem R$ 15 mil de IPVA em atraso, fora licenciamento e seguro obrigatório”, comentou o auditor.

PUBLICIDADE

Operação teve o objetivo de fiscalizar se os proprietários de veículos automotores pagaram o IPVA

Comentários

AO VIVO
AM
15:00 às 19:30 Jornadas Esportivas Equipe da Verdade
FM
14:00 às 16:30 Top 40 Programação Najuá