Notícias Irati e Região

07/07/19 - 23h36 - atualizada em 08/07/19 às 16h18

Com 5 projetos incubados, INETI inaugura espaço próprio em Irati

Instalada dentro da Unicentro, incubadora de negócios passa a oferecer local com condições apropriadas para treinamentos e instalação de projetos residentes
Jussara Harmuch - Fotos Najuá/Unicentro e Hoje Centro-Sul

Quer desenvolver seu negócio, mas não sabe como? Precisa de ajuda para planejar ou executar os próximos projetos? Pois saiba que a resposta para estas perguntas está a seu alcance, aqui mesmo, em Irati.

Pouco mais de um ano de sua criação, a Incubadora de Negócios de Irati – INETI, uma organização civil sem fins lucrativos, já conta com cinco projetos pré-incubados e, a partir da semana passada, está operando em um local apropriado para treinamentos e para a instalação de projetos incubados residentes (aqueles que precisam de um local para se instalar).

O local foi inaugurado na última quarta-feira, 03, e fica dentro do campus de Irati da Universidade do Centro-Oeste – Unicentro. Foi readequado graças a transferência de recursos da prefeitura de Irati para compra de materiais, R$ 45 mil, e do governo do Estado, na forma de contratação de mão de obra.

Com o objetivo de assessorar técnica e gerencialmente empresas que estejam começando, a Ineti tomou forma em maio de 2018, com o lançamento do estatuto e estabelecendo algumas parcerias. A Unicentro oferece o local, apoio gerencial e técnico em algumas áreas. A prefeitura municipal, órgãos estaduais, federais, o comércio e indústria local entram como parceiros.

PUBLICIDADE

O diretor do campus, Afonso Figueiredo Filho rememorou fatos que influenciaram a concepção da incubadora, destacando o papel essencial da professora do departamento de Administração, Adriana Queiroz Silva. A chegada de Adriana, que se transformou em diretora-executiva da incubadora foi “fundamental em todo processo”, endossou o reitor da Unicentro, Osmar Ambrósio de Souza, ao elogiar a força de vontade da professora.

Adriana falou do alcance da organização. "O objetivo é estimular a cultura empreendedora e de inovação, dar apoio para verificar a viabilidade de ideias para se tornar em negócios”. Ela destacou que o serviço não se limita a estudantes da Unicentro e pode ser buscado também por empresas já constituídas. “Não somente quem vai abrir um negócio, empresas que tem até um ano no mercado que tem algum quesito inovador e estão precisando de algum apoio gerencial podem receber ajuda para evitar mortalidade e permanecer no mercado”.

O prefeito Jorge Derbli louvou a iniciativa e destacou seu potencial para gerar empregos. “Nestes dias próximo aos 112 anos, Irati ganha um presente que é a Ineti. Tenho certeza que este esforço vai gerar renda para a cidade e mais empregos”.

Quem também esteve na inauguração foi o secretário de Desenvolvimento de Irati, Emiliano Gomes. Ele comparou a iniciativa como uma 'fábrica de sonhos'. “É uma incubadora de ideias, uma fábrica de sonhos tangíveis e aceleradora de sementes que vão florescer com potencial de mudar a estrutura de uma cidade”.

Para receber notícias envie SIM http://bit.ly/CliqueAquiWhatsSuperNajua ou por e-mail http://bit.ly/2BiE4tC 
Continua depois da publicidade 

PUBLICIDADE

Projetos

Cinco empresas ainda não constituídas estão em fase de pré-incubação, três na área de internet/software, sendo uma de Prudentópolis e duas de Irati; uma de consultoria de Irati e uma de diversificação de cultivo que está sendo desenvolvida na localidade de Taquari, Rio Azul.

O estudante do curso de Administração da Unicentro de Prudentópolis, Eurique Zaias, inscreveu sua ideia no final do ano. Ele quer intermediar negócios na área de personalização através de uma plataforma digital e está em busca de sócios.

“Estou sozinho, mas procuro sócio. A minha ideia é intermediar uma negociação de produtos personalizados, brindes e presentes. Integrar quem quer adquirir com quem fabrica através de um aplicativo, plataforma na internet”, conta Eurique que acredita poder ajudar pequenos fabricantes autônomos com dificuldades para prospectar clientes.

Glenda Elisa Bora se formou em Irati também no curso de Administração no ano de 2016 e seu projeto de criar um serviço de consultoria para licitações já está avançado. “Pretendemos auxiliar empresas que têm vontade de participar de licitação de órgãos públicos, mas não tem conhecimento. Dos projetos pré-incubados o meu é que está mais perto de poder iniciar com o serviço. Tenho mais duas pessoas como sócias e o próximo passo será constituir a empresa com CNPJ”.

PUBLICIDADE

Formado em Administração pela faculdade particular Cescag em Ponta Grossa, Guilherme Turczyn entrou para a Ineti em dezembro e está fazendo treinamento com o Sebrae. Seu projeto está em fase de validação de mercado para verificar a viabilidade. “Estamos fazendo o [cálculo] do ‘mínimo produto viável’ para ver se realmente é uma necessidade do cliente. Precisamos validar de 200 a 300 pessoas”, detalha.

A ideia de montar uma empresa para facilitar compras em supermercado surgiu depois de concluir o curso, quando retornou a Irati e teve de ajudar seus pais com as compras de casa. “Tem gente que não tem tempo ou não gostar de ir ao supermercado, então pode pedir pelo WhatsApp”, completa, explicando que o fato de iniciar com este serviço em uma cidade pequena como Irati é um desafio de caso pensado. “Me perguntam por quê não faz em cidade maior. Respondo que quero mudar a cultura e se der certo no interior daí dará certo em outra maior. Eu já venho pensando nisso há tempo, foi o meu plano de negócios no trabalho de conclusão de curso e fiz pesquisa de campo para embasar”.

A discussão sobre a forma de entrega dos produtos e o valor da taxa cobrada, entre 8 a 10% da compra, fez surgir um viés fora da ideia inicial. Ele já pensa em, futuramente, montar um mercado online, para, em vez de lucrar com a taxa, trabalhar no volume vendido.

PUBLICIDADE

Iniciativas anteriores

A Associação Comercial e Industrial de Irati (ACIAI) apresentou em 2010 um projeto com a finalidade de dar apoio gerencial e técnico aos pequenos e médios empreendedores que tinham o objetivo de abrir um novo negócio, do agronegócio à indústria artesanal mista. Mas a ideia não saiu do papel.

Em 2011 a Unicentro e o Instituto Federal do Paraná, IFPR, criaram a Incubadora Tecnológica de Irati, IRATEC com o objetivo de unir esforços para implantar uma incubadora com caráter de laboratório, além de motivar o empreendedorismo.

Serviço:

Informações são encontradas no site da Ineti e também nas redes sociais Facebook, Instagram e Linkedin. O serviço está aberto para a comunidade em geral, em todos os municípios que compõe a região da Associação dos Municípios do Centro-Sul do Paraná - Amcespar.

PUBLICIDADE

Comentários

AO VIVO
AM
00:00 às 05:00 Rede Milícia da Imaculada Rede Milícia Sat
FM
00:00 às 04:00 Najuá Night Club Programação Najuá