Notícias Irati e Região

06/12/19 - 18h54 - atualizada em 06/12/19 às 18h59

Alunos de Geografia da Unicentro exploram peculiaridades dos bairros de Irati

Estudantes visitaram sete bairros do município com o engenheiro Dagoberto Waydzik, que está escrevendo crônicas da história de Irati, como atividade da disciplina de Geografia Urbana

Da Redação, com reportagem de Rodrigo Zub

 

Alunos do curso de Geografia da Unicentro visitaram sete bairros com o engenheiro Dagoberto Waydzik

Estudantes do curso de Geografia da Universidade Estadual do Centro-Oeste do Paraná (Unicentro) visitaram sete bairros do município com o engenheiro e cronista Dagoberto Waydzik, como atividade da disciplina de Geografia Urbana. Segundo a professora titular da disciplina, Fernanda Ikuta, o convite foi feito a Dagoberto depois que suas crônicas relatando a origem e formação dos bairros começaram a ser publicadas no site da Rádio Najuá.

Os alunos estiveram nos bairros Lagoa, Alto da Lagoa, Conjunto Santo Antônio, Rio Bonito, Jardim Planalto, Pedreira e Dallegrave. No contato com os universitários, o engenheiro respondeu várias perguntas e se dispôs a tirar dúvidas que surgirem, uma vez que as crônicas que ele tem redigido vão ao encontro do conteúdo da disciplina.

Engenheiro civil há 37 anos, Dagoberto Waydzik já fez parte de administrações municipais, na Secretaria de Engenharia, Arquitetura e Urbanismo e atuou em vários bairros de Irati. “Com isso, ajudei na projeção de alguns bairros. Como constatei que essa história do nascimento dos bairros não foi registrada, praticamente em lugar nenhum, resolvi escrever sobre os bairros de Irati, de maneira geral. Para isso, saí a campo, quer buscando documentos, quer indo atrás de relatos de moradores desses bairros”, conta.

Para Dagoberto, tem sido motivo de satisfação escrever as crônicas a respeito dos bairros iratienses. “Estou surpreso com os incentivos e cumprimentos a esse modesto trabalho. Inclusive, uma professora da rede de ensino fundamental me solicitou o envio dessas crônicas. Atendi a alunos e a uma professora da Unicentro indo a alguns bairros e contando, in loco, a história dos mesmos. Através do incentivo de algumas pessoas, provavelmente, quando terminar o relato dos bairros de Irati, transformarei esse material num livro intitulado ‘Os Bairros de Irati’”, revela o autor.

O engenheiro civil passou a publicar os textos no site da Najuá há quase três meses. Ele considera que o município sempre contou com bons historiadores, a exemplo de José Maria Orreda, Herculano Batista Neto, José Maria Grácia Araújo, Gaspar Valenga e Joel Gomes Teixeira. Entretanto, notou que havia uma “lacuna” do ano de 1983 em diante, a respeito da formação de novos bairros.

O intuito inicial de Dagoberto era abordar os bairros nos quais ele trabalhou em sua formação, no período de 1983 a 1992. Porém, o objetivo foi ampliado e agora os textos falam de peculiaridades de outros bairros, mais antigos e mais novos. Sua pesquisa inicia com a prospecção de moradores mais tradicionais de cada localidade, daquelas famílias que moram há mais tempo no bairro.

CLIQUE AQUI E RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS PELO WHATSAPP

PUBLICIDADE

Comentários

AO VIVO
AM
13:30 às 15:00 Espaço publicitário -