Irati de Todos Nós Matérias

24/10/19 - 23h52 - atualizada em 25/10/19 às 09h35

Força-tarefa transformou realidade de famílias que habitavam "favela" em Irati

Local que possuía residências sem água, luz e com valetas a céu aberto foi transformado no Jardim Planalto graças ao empenho conjunto da população e poder público

Dagoberto Waydzik/Engenheiro Civil

Centro Municipal de Educação Infantil (CMEI) Planalto do Futuro no Jardim Planalto

Um bairro é um espaço onde vivem pessoas, com uma determinada delimitação geográfica. É um local produto de uma representação social e histórica. Assim, entender uma cidade significa também compreender seus bairros como produção social e histórica.

Havia em Irati, na década de 80, inúmeras famílias que habitavam numa favela, localizada praticamente no centro da cidade. Moradias sem água, sem luz, pessoas conviviam com muitas valetas a céu aberto, uma degradação urbana. Em frente a uma estrada lamacenta, alagadiça e sinuosa. Caminho para o bairro Pedreira. Hoje, Avenida João Stoklos. O local era relegado a segundo plano, estigmatizado, uma verdadeira segregação social. Condições sub-humanas de moradia. Casebres feitos com lona preta, encerado e paredes de lâminas de madeira e costaneiras. Um cenário deprimente.

Aquela situação impactava a todos, principalmente aos dirigentes da época. Precisava ser tomada alguma atitude para sanar o problema. Mas, a grande responsável pela decisão de se fazer algo foi a enchente de julho de 1983, com 487,9 mm de chuvas ininterruptas, que deixou ainda mais vulneráveis aquelas famílias. Arrasou toda a favela e impactou muito a cidade.

CLIQUE AQUI E RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS PELO WHATSAPP

PUBLICIDADE

O então prefeito Antonio Toti Colaço Vaz, o Toti, fez o primeiro desfavelamento da cidade. Marcou uma reunião com sua equipe técnica, com o Padre Wilson Belloni, a Câmara de Vereadores, comunidade em geral e representantes das igrejas católica e assembleia de Deus. Formou-se uma grande força tarefa para pensar e solucionar aquela triste situação.

Foi criado a associação chamada Sociedade Comunitária Habitacional, com a participação do vereador Pedro Vantroba, do Pastor Adolar Lagos da Assembleia de Deus, do Padre Wilson Belloni, comunidade, Câmara e Prefeitura Municipal. Na época o presidente da Câmara era o Professor José Maria Orreda.

Assim nasceu o bairro Jardim Planalto. Surgiu da vontade dos dirigentes da época. Primeiramente, a administração procurou uma área apropriada. O local deveria ser alto, salubre e livre de alagamentos, porém com a infraestrutura existente próxima. Foi localizado um lugar alto e relativamente plano, por isso o nome Jardim Planalto. A área possuía 60.500 metros quadrados.

Foi feito o levantamento topográfico, através do finado topógrafo Fernando Schulumberg, o Queijo, e a secretaria de Viação, Obras e Urbanismo, com Engenheiro Marcus Floriani, fez os projetos do loteamento e das pequenas, mas digna moradias. Projetou-se 94 casas, um centro comunitário, arruamento, energia elétrica, sanitários, água da rede pública, enfim melhores condições para se viver.

PUBLICIDADE

Trabalhei como engenheiro responsável dos serviços, junto com o engenheiro Agulhan na administração do empreendimento. Para construção a Prefeitura disponibilizou alguns carpinteiros e serventes. O madeireiro senhor Ademar Araújo fez a primeira doação: um caminhão de madeiras. Muitos anônimos também fizeram doações. Assim, iniciou-se um verdadeiro mutirão, com os futuros moradores, parentes dos mesmos e alguns voluntários. Verdadeira obra comunitária, corrente do bem, com a presença da Providência Divina.

O resultado dessa solidariedade, determinação e união de esforços entre sociedade e poder público foi: dignidade, erradicação daquela favela, ou seja, condições dignas para aqueles seres humanos. Bem como, princípio para outros mutirões de unidades habitacionais, que para frente registraremos.

O bairro Jardim Planalto é popular. Iniciou com dificuldades, contudo atualmente possui rede de esgotos, pavimentação asfáltica recém-concluída pela atual gestão, creche e um processo em andamento de regularização fundiária pela atual administração. Com esse pequeno relato fica resgatado parte de um importante capítulo da história de Irati, que num lapso de tempo de 1983 a 1991, fora injustamente ignorado por alguns historiadores.

Salve a história de nossa cidade! Salve o Bairro Jardim Planalto! 


Comentários

AO VIVO
AM
00:00 às 05:00 Rede Milícia da Imaculada Rede Milícia Sat
FM
04:00 às 05:00 Sertanejo Najuá Programação Najuá