Esportes Futebol

04/12/19 - 11h36 - atualizada em 04/12/19 às 14h48

Terrenos que pertenciam ao Iraty são arrematados por R$ 370 mil

Leilão refere-se a uma ação trabalhista movida pelo ex-jogador André Dias, que foi contratado pelo Iraty em 2005 e teve o contrato rescindido três anos mais tarde

Da Redação

Terreno de 324 metros quadrados (foto) foi arrematado durante leilão na manhã desta quarta-feira, 4

Dois terrenos que pertenciam ao Iraty Sport Club foram arrematados pela empresa PCI & Z Gestão de Negócios e Participações Ltda por R$ 370 mil à vista na manhã desta quarta-feira em leilão realizado na Vara do Trabalho de Irati, que foi dividido em dois lotes com áreas de 1.000 e 324 metros quadrados. As informações foram confirmadas à Rádio Najuá pelo leiloeiro Fábio Barbosa.

O leilão refere-se a uma ação trabalhista movida pelo ex-jogador André Dias, que foi contratado pelo Iraty em 2005 e teve o contrato rescindido três anos mais tarde. O ex-atleta cobra valores do Fundo de Garantia (FGTS), diferenças salariais, aviso prévio, 13º salário e multas. As diferenças salariais requisitadas pelo ex-jogador se referem ao fato de que seu contrato previa o pagamento de R$ 10 mil mensais, dos quais recebeu apenas R$ 3 mil, conforme notas apresentadas por ele.

O Iraty Sport Club foi condenado a pagar as diferenças salariais de R$ 7 mil por mês a partir da admissão até dezembro de 2006; a pagar os 30 dias de aviso prévio indenizado; 13º salário integral referente ao ano de 2006 e a dobra das férias vencidas relativas ao período aquisitivo 2005/2006, acrescidas da gratificação de férias. A carta precatória executória de penhora teve o valor atualizado, em 30 de junho de 2019, para R$ 445.108,93, pela 10ª Vara do Trabalho de Curitiba. A ação foi ajuizada em 11 de novembro de 2008, na Vara do Trabalho de Irati.

A justiça rejeitou o pedido de recebimento de 50% do valor referente à cessão do atleta pelo Iraty ao Al-Wasl FC, de Dubai, nos Emirados Árabes Unidos. A cessão ocorreu entre 15 de julho de 2007 e 14 de julho de 2008, sob o custo de US$ 440 mil.

CLIQUE AQUI E RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS PELO WHATSAPP 

PUBLICIDADE

Leilão de área do Emílio Gomes é cancelado

Um segundo leilão que seria realizado na tarde de hoje, 4, envolvendo uma área do Estádio Coronel Emílio Gomes foi cancelado por determinação da justiça estadual. Esse processo resulta de ação cível movida por Leandro Sandri, filho do ex-treinador Lori Sandri, já falecido. O processo envolve a negociação do jogador Tiago Fernandes Cavalcanti, vendido ao FC Köln, clube da cidade de Colônia (Alemanha).

Lori alegava que tinha direito a receber 20% da negociação pela venda do atleta, a partir de um acordo firmado com a diretoria. Leandro, que representa o pai na ação, cobra esses valores.

O clube alemão teria comprado o passe do jogador por US$ 1.875.000,00, mas pagou apenas a primeira de cinco parcelas de US$ 300 mil, depois que o atleta foi “devolvido”, por não passar nos exames médicos porque teria uma perna mais curta que a outra, segundo o ex-gestor do Iraty, Sérgio Malucelli. Do valor pago, portanto, Lori teria direito a US$ 60 mil dólares.

Conforme a 1ª Vara Cível de Irati, a dívida em dezembro de 2018 era de R$ 2.396.452,95. Leandro requisitava o depósito em conta judicial da quantia de US$ 625 mil, que seriam pagos ao Iraty pelo Köln em 1º de janeiro de 2008, como terceira e última parcela da negociação do atleta Tiago.


Comentários

AO VIVO
AM
05:00 às 07:30 Canta Viola Tadeu Stefaniak
FM
05:00 às 08:00 Desperta Irati Amilton Ferreira