Entretenimento Cultural

22/01/20 - 01h55 - atualizada em 22/01/20 às 09h00

Artesão produz esculturas de madeira há mais de 40 anos em Irati

Gecimiel Maurício Lauton iniciou as atividades com 15 anos e prefere trabalhar com madeira em vez de outros materiais como pedra e gesso

Lenon Diego Gauron, com reportagem de Paulo Sava 

Artesão Gecimiel ao lado de sua esposa Iracema. Ambos participaram do programa "Espaço Cidadão" da Super Najuá 92.5

A arte está presente na vida do artesão Gecimiel Maurício Lauton há mais de 40 anos. Ele produz esculturas de madeira desde 15 anos de idade, seguindo os passos do avô que também praticava a arte como hobby. Lauton participou do programa "Espaço Cidadão" no dia 15 de janeiro. Na ocasião, ele contou detalhes do seu trabalho e mostrou algumas das peças que já foram produzidas.

Confira o vídeo com a entrevista realizada pelo artesão no fim do texto

Lauton conta que, para manter a qualidade do trabalho, é necessário que alguém observe o desenvolvimento dos seus projetos. “A arte é um aprendizado. A minha esposa Iracema está comigo há 38 anos e é uma crítica de artes. Em todos esses anos me observando trabalhar, ela aprendeu a arte e agora não deixa passar nenhum detalhe. E isso é muito importante”, destacou.

O artesão diz que já trabalhou com outros materiais, como pedra e gesso, mas prefere mesmo a madeira, que possibilita a elaboração de uma arte "mais interessante". De acordo com Maurício, a escultura possibilita diversas interpretações do público a partir do ponto de vista de cada um. “A ideia é que cada um descubra o sentido da peça. Cada pessoa que olhar para ela vai dar um sentido e eu aceito todas elas”, enaltece.

Receba notícias pelo WhatsApp, envie SIM por aqui

PUBLICIDADE

Lauton lembra com carinho o dia em que o fundador da Rádio Najuá, Nagib Harmuche (já falecido), foi pessoalmente até sua casa para encomendar uma peça. “Há 26 anos, Nagib Harmuche foi à minha casa e pediu com que eu fizesse uma sereia. Ele disse que precisava ser no tamanho de uma pessoa real”, comentou. Na época, Nagib o questionou sobre a origem da madeira que seria utilizada na escultura e ficou feliz ao saber que se tratava de aproveitamento de material restante de uma serraria.

O artesão utiliza mais de 80 formões de diversos tamanhos para entalhar vários tipos de madeira. Ele ressalta que, normalmente, as suas peças são únicas, pois ele as produz sob encomenda.

Assista o vídeo com a história de vida de Gecimiel Maurício Lauton



Comentários

AO VIVO
AM
05:00 às 07:30 Canta Viola Tadeu Stefaniak
FM
05:00 às 08:00 Desperta Irati Amilton Ferreira